Não existe maior aventura, senão aquela que nos incita a explorar as profundezas de nosso próprio Ser.
Não existe maior coragem, senão aquela que nos leva a assumir nossos erros e medos.
Não existe maior sabedoria, senão no conhecimento de sabermos quem somos.
Só com persistência, fé e verdadeiro amor poderemos cultivar a capacidade de nos abstrair de tudo o que nos é externo, permitindo assim envolvermo-nos num constante silenciar interno.
S.A.

English version:

Bigger adventure does not exist, than the one that in stirs us up to explore the deepening of our purpose to be.
Bigger courage does not exist, than the one that takes us to assume our errors and fears.
Bigger wisdom does not exist, than in the knowledge to know who we are.
Only with persistence, faith and true love we will be able to cultivate the capacity of abstracting ourselves from everything there’s external, allowing us to involving in one constant internal silence.
S.A.

sábado, 11 de fevereiro de 2017

LOVE THYSELF!



“Yesterday I’ve told you: “If you lose what you have today, is because it was never yours to be. And tomorrow will give you a new dawn, and so will be after tomorrow, and so on...”
But then I realized, I was speaking to myself. I was trying to excuse my responsibility on the feeling of losing you… without you here that dawns to come were seeming and being felt to be so empty. Without color, no rainbow... Without Sunshine…”
In despair, I turned to myself, searching to find some wisdom that could soft the pain that was being felt.
Then I remembered a dream I had not long ago…
Why do I keep me in the “waiting room”, standing there next to others, keeping on waiting, for the choice I am the only one able to decide to make.
I was in believing that you were the one that would come, to take me from that waiting state with the fervor of your love.
But you were also there, in the same waiting room, and you could not even see me…
Oh God… how I want to cry…
My Soul, have pity of my endless self-lack of confidence on who I AM!
I keep forgetting that you are me. After all our wonderful encounters, I keep leaving you behind the door…
I don’t do it intentionally, is just the blindfold that falls down on me, and for moments I forget the existence of the strongest side of my being.
I forget to stand in front of the mirror to say “You are beautiful my wonderful being!”
I also forget to praise you with simple words like “ How courageous you are, and have always been!”
And most of the times I forget to remind myself of how profound and endlessly is your love for me…
Shame on me, for having forgotten that I used to sing my own melody…
Shame on me, for having forgotten that I used to dance while listening the singing of the birds on a lovely morning spring…
Now, I just mourn in my own pity…
Release it! RELEASE IT ALL! I listen, you saying to me…
But how? How can I release my shame, my powerless shame?
Love yourself! You replied to me… Accept all that you are! Embrace all the parts of your being! You kept saying…
But how, how can I do it?
Start by forgiving yourself!
Forgiving myself!? Hum… that’s something I would say to someone else, but have I being applying it to me…?
How many times do I listen my own inner voice?
How many times do you allow yourself to listen to your own inner voice?
Your soul is longing for your rising (ascension), as you have been longing for the kiss of your beloved.
It is one of the hardest path, but also one of the most lifting.
Incredible as it is. Painful as it is. All you will have is yourself all over the process of reuniting with the highest part of your own being. And there, you will find God in a state of permanent stillness within your being.
Strive, fight, endure, making sure you will get the best version of who you are.
Fall apart and then get up again, stronger than you have ever felted.
Leave the illusion behind, you didn’t have come here to go along with it. You came here to learn how to get rid of it.
Embrace the love within your being, because this one love is the ultimate truth of all that you are and have come here for.
Find that tiny spot of light that you have been trying to ignore, and embrace it totally.
In there, lays the answers you have been asked without even wanting to hear the answer.
All answers will be given in proper time. When you have matured enough to lay down all your defenses, breaking the wall of stubbornness. Releasing this belief that if you surrender and let go all of the control, you would lose yourself for good.
Guess what? All your being will melt in the most incredible and amazing energy of love, that you have never thought to be possible felt.
You will find yourself melting within another being, while this being will be melting within you, and this will release the God and Goddess from within out of both of you.
And for this you will not even need to have a physical reunion. All you have to do is to accept your loving nature. Listen to the smooth voice that speaks to you tenderly…
Embrace it with the most powerful love of all.
Without condition.
Without limitation.
Without judgment.
I have to let go of you, to ultimately find that you were always part of my own being. You always have been there, a constant presence.
A light beacon hidden by the mist of nebulous thoughts, standing there to remind me, that to love was my soul choice.
Not to hide from it.
Not to run from it.
But move in an outstanding dance, where the light of love sparkles in each movement.
Just to love
Just to be loved
To remember love is my true nature.
And that I can say to myself… I Love You!

terça-feira, 6 de setembro de 2016

LIFE IS NOW!


Life is happening now!

You can’t have it from tomorrow, and you can’t keep it for yesterday.

Now is the moment, to live and make it happen.

You can choose to let scars from the past turning you into a no living human being too afraid to be hurt again.

You can choose to put a hold on life, expecting that one day you will have the certainty and will find all the answers that you need and desire to finally be able to live.

Certainty will be always a maybe or perhaps…

But meanwhile who are you? And what do you want from life?

Do you even know what do you want from life?

Find yourself! And during the process of finding yourself bring your heart forth. Put it in the right place where it belongs. Allow yourself to feel what he brings you to feel.

Find your way back home. But remember this: Your heart it’s your home and always has been within your reach. Find the way to bring life to your heart and you’ll be home.

Only living in the NOW, allowing your heart to express, can you feel fully alive.

Life will not wait for you to get ready.

Happiness and love is a choice you need to do.

Choose to be happy and love what you have today, because tomorrow can become too late, and those who have crossed your path bringing you love without being ask, may not be here anymore tomorrow.

To live is a choice we need to do. But only living by the heart is worth living.

Let you heart expresses through you.

Feel Alive!

Fall in Love with life!

Real life is happening Now!

There is no certainty for tomorrow, there is only the Now.

Dare to be alive, to feel, to love, to be scare if you have too.

But do it NOW!

sábado, 21 de maio de 2016

Rainbow- Temple of the king (lyrics)


BEACONS OF LIGHT / FARÓIS DE LUZ


For bigger that may be the darkness that for times in our life settles, there will be always someone coming into our lives that reveals being a beacon of light.

Like a ship lost in high seas, without the light of the moon nor from the stars hidden by the mist of the night, these beacons of light, brings the light of their beings to guide us safely into the shore, until we may walk on solid ground.

I’ve been blessed with the coming of several of these beautiful beings, enriching my life with the bright pure light of their hearts.

What a joy is feeling the warm welcome with which we embrace each other’s hearts, bringing the sensation of being at home warmed by a soulful love.

What a joy is to feel their essence, present in both realities, turning physical and spiritual into one.

Blessings of light and joyful love they gift us with open arms.

When we meet them, it doesn’t matter how they look like. It doesn’t matter what they have. It doesn’t matter from where they are coming from. Because from the moment we met, the only thing that really does matter it's we have found each other in a place where the lucky chances so many times seems to fade away.

From the moment we are in their presence, and every time there’s a chance of coming together, the feeling of being deeply touched within our core worth everything. So within and beyond this beacons of light strongly brings change and transformation into our lives.

So grateful I am. So blessed I feel. For each one of these beacons of light I have already encountered during my present life.

Some, returning from the past. Lives journey companions from all times.

Some, coming from faraway lands. But all felt like family bringing the taste of being at home.

So precious is each ray of light they pour on us. So precious are their beings. And so painful is the pain we feel deep inside each time we need to see them depart…

At the departure moment, goodbye should be a word to erase from our mouths saying instead: “See you later my friend!”
We can never depart. There is no way of breaking the bond that unites two brothers of Soul. We will always find each other hearts, no matter when, no matter how. Miracles happen all the time!

Beautiful hearts, how great was the pleasure felt by my being when we walked together! How honored I felt to walk by your side! Even that this may have happen for just a brief moment of time that seems to eclipse in the eternity of life…

May you never cease of being a beacon of light to all those you may find in your journey!

Thank You for being here!
Thank You for being Who You Are!
Thank You for your Love!

domingo, 24 de abril de 2016

TO ALL THE LOVING HEARTS OF THIS WORLD / A TODOS OS CORAÇÕES AMOROSOS DESTE MUNDO


You are the foundation that keeps this world worth of being a living place.

Every time your heart fulfills with pure love to the point it needs to start pouring it out, sharing with all around you, you are bringing balance into to the surface of this world.

In a heart full of pure love there’s no space for judgement or hate. Because a heart full of love, keeps no space for anything else that could be minor than love.

You are the keepers of all that is sacred. Of all that is divine.

The love that you hold in your heart, is the bridge God and all is troop needs to bring hope to all those that are coming after you may find space to move themselves and walk behind your footsteps with their own, making sure that others will find the same hope and keep working following the same path. A path where only love is capable of uplifts those bringing within them the seeds of unconditional love.

Sometimes you feel drained. Sometimes you feel hopeless. Sometimes you want to just give up. You question why is so hard to keep feeling your heart full of faithful love… You question why does this world ask so much from you… Remember sweet heart! This is just a temporary home, and you have come here to share your loving nature, to nurture this place of duality with the warm of your love. But you also need to never forget to nurture your own heart! Can you understand how much this world needs beings capable of just pouring their love around, accepting and embracing all that is without distinction of color, race, language, culture or nature?

And how this world needs your capability to pour love around, more than ever before…!

You're here for a reason! A very important and deep reason. Without you, this world would never have the slightest chance of prevailing, making room for others as you might find a place to share their most loving and soulful nature.

When we try to move ourselves in here, without finding any space that allows to our loving heart to shine it's light, we will feel to have the tendency to close ourselves hiding our heart and pure nature from the world. This makes us to feel weak and gain illnesses, being this the way our own inner being reacts when we are going against what we came here truly do. Finding the space where you are able to be who you are, it is the most important thing for all loving hearts to find here when they come. Our duty, your duty, is to be courageous enough to create a space of love, where others can meet you, joining you into create more widely, a loving space capable of hold and embrace more and more loving hearts. Helping those coming with the pure seed in their hearts, to a consciously awakening, giving willingly their gift to the world.

This world may seem, for times, against you, but this is your world too. Would your Soul place you here, if it was not be this the case? You are here for a very precious reason. To love and to make with that this love of yours might set free from darkness the places where you are moving in, letting the light shine wherever you go. This is your duty, loving heart. This is your legacy. This is what you have been doing from thousands and thousands of years, even if you can’t remember. Just look within your heart, it will show you the truth of who you are.

You, my loving heart… You are just what you can only be. LOVE!


Versão Portuguesa:


Vocês são a fundação que mantêm este mundo digno de ser um lugar para abrigar vida.

De toda a vez que vossos corações preenchem-se de puro amor ao ponto de não mais o puderem conter dentro de vocês, partilhando com todos em vosso redor, estão a trazer harmonia à superfície deste mundo.

Num coração preenchido de amor não existe espaço para o julgamento alheio ou ódio. Porque um coração preenchido de amor não tem espaço livre para nada que possa ser menor que o amor.

Vocês são os guardiões de tudo o que é sagrado. De tudo o que é divino.

O amor que trazes em teu coração, é a ponte de que Deus e toda a sua equipa necessitam para trazer esperança a todos aqueles que vierem depois de ti. Para que possam encontrar o espaço que necessitam para se movimentarem seguindo-te no caminho com os seus próprios passos, assegurando-se de que outros encontrarão a mesma esperança e continuarão trabalhando e trilhando o mesmo caminho. Um caminho onde apenas o amor pode levantar a moral daqueles que trazem em si a semente do amor incondicional.

Por vezes sentes-te vazio. Por vezes sentes-te desanimado. Por vezes sentes vontade de desistir. Questionas o porquê de ser tão difícil manter a sensação de um coração completamente preenchido de amor vivificante… Questionas o porquê deste mundo exigir tanto de ti… Lembra-te doce coração! Esta é apenas uma morada temporária, e tu vieste aqui para partilhar a tua essência amorosa. Para nutrir este lugar de dualidade com o calor desse teu amor. Mas, tu também precisas nutrir esse teu coração, nunca te esqueças! Poderás tu compreender o quanto este mundo necessita de seres capazes de simplesmente derramar amor à sua volta, aceitando e abraçando tudo o que existe sem fazer qualquer distinção de cor, raça, linguagem, cultura ou natureza?

E como este mundo precisa da tua capacidade de derramar amor em seu redor, muito mais do que alguma vez o foi…!
estás aqui por uma razão! Uma razão muito importante e profunda. Sem ti, este mundo jamais teria a mínima hipótese de prevalecer, abrindo espaço para que outros como tu possam encontrar um lugar para partilhar a sua mais nobre essência.

Quando tentamos nos mover aqui sem conseguir encontrar um lugar que permita ao nosso coração emitir a sua luminosidade, tendemos a fechar-nos numa concha escondendo o nosso coração e mais pura natureza deste mundo. Isto enfraquece-nos e faz-nos ganhar doenças, sendo esta a forma de nosso Ser interno reagir quando caminhamos no sentido oposto ao que aqui viemos verdadeiramente percorrer. Assim, se faz importante que possamos encontrar um lugar onde consigamos ser quem somos, sendo fundamental que todos os corações gentis o consigam encontrar quando aqui chegados. O nosso dever, o teu dever, é ser corajoso ao ponto de criar um espaço de amor, onde outros te possam encontrar, e junto de ti criarem um espaço de amor mais amplo, capaz de albergar e abraçar mais e mais corações amorosos. Ajudando aos que aqui chegam trazendo em seus corações a mais pura semente, a desperta-la conscientemente e a doar de livre e espontânea vontade a sua dádiva ao mundo.

Este mundo parecerá por demais vezes estar contra ti, mas este também é o teu mundo. Pôr-te-ia a tua alma aqui se assim não fosse verdade? Tu estás aqui por uma razão muito importante. Para amar e com esse teu amor libertar esses lugares por onde te moves da escuridão, permitindo à luz iluminar por onde quer que passes.

Este é o teu dever, doce coração. Este é o teu legado. Isto é o que tens feito por centenas e centenas de anos, ainda que não o possas recordar. Apenas olha dentro de teu coração, ele te mostrará a verdade de quem és.


Tu, meu coração amoroso… Tu és aquilo que apenas poderás ser. AMOR!




domingo, 10 de janeiro de 2016

A LOVE STORY / UMA HISTÓRIA DE AMOR

Man and women have been made for each other. Life without someone to hold our hand seems for times so without flavor and color. Is not that we need the other to complete us, we are spiritual beings and has so, we are complete in ourselves. Our goal is to achieve in this life the connection with our own being and through it melt in the energy that prevails in all things. Like the drop of water that unites with the ocean of life.

But sometimes we need someone… that special person that the simple thought of his/her existence have the power to enlighten our days.  What a delight when our heart gains vivid pulses that raise us up and puts a smile in our face…
We need to love and feel loved. Love is what makes us strong. Love was what has given us life. And love is what make’s to keep working and learning. Without love only chaos can prevail. With love all becomes a possibility. Only love has the power to inspire us in good deeds, in constructive and positive actions, when being true, love inspire us to become better in whatever we are or do.

But the distorted love (similar to love but not truly love) turned us in something so far away of what we can be, when bringing more wounds and tears than smiles and warm feelings. For millenniums we kept us returning to this destructive way of living without loving us first in the believing that the other would supply us with the love we need. But that was never true. Just a fake notion of the reality we should be living here.
We need love to feed our heart of pure light and joy. But in order to have love in our lives we need to make the choice to become love, feeding our own hearts with the love of the being we are, connecting with this source of pure love, where love is not just a dream but a reality that touches us in a uplifting embrace.

But how to get there when all the roads that seems to lead us there seems so full of turmoil and sad remembering’s. We simply avoid walking on those roads. To not feel the pain, to not feel the agony, to not feel the solitude of who has been left behind. But only by feeling the pain, the agony and the solitude can we win the priceless achievement of during the path on this road, dropping all this heavy stuff that we don’t need any more to be carrying with us. Carrying on with this will only makes us feel an emptiness and heaviness that will steal our vital energy and bring a void between us and our higher self.
What if I say to you that the road ahead may be full of scars, turmoil, tears, emptiness and solitude to be felt? What if I say to you that there is no way to avoid all this to be felt because to face it will be necessary in order to be healed? Even if I cannot assure you that at the end of the road only love, fulfilment and joy will be your reward. What would you do?

In order to a love story be written, it’s need that both elements performing the story, make the choice of becoming love before the encounter of both. It is need to allow the healing, for much pain that it brings out until healing can be completely processed. It will hurt. You may feel the agony and despair in ways that will make you to give up at the first emotional wound that presents to you so vivid or even more vivid than what it has been felt when occurrences in life brought it to you at first time.
I can only tell you… no matter what, be courageous. Be strong. Choose to become free, knowing that never a storm has last forever. People will come and go. Some you will love more than others. Some connections will be strongly felted than others. Sometimes you will feel sorry when they leave. Sometimes you will feel lost. Sometimes you will feel you didn’t have enough time.  Sometimes you will feel afraid. But whatever it may be or make you feel, never leave space for regrets.

Choose to live by the laws of the heart, where love is the first and last word of the book of rules that governs it.
Is not truly in the end of the road that the reward waits for you, but the reward is in every heart that touches yours during all the way. In each step and turned corner a smile can be awaiting to get you unprepared. An opportunity to share love can be on hold. And all you have to do is to be courageous and ready to let love shine through you.

Open your arms to welcome life in all what it means to be alive. Life is a never ending learning process. Some learning will hurt you and will putt you down, but others will raise you up feeling stronger.
Love is all you need to choose. And when being love, all that comes to you can only mirroring love back to you.  True love can’t be recognizing by a face, but sole by the energy that brings to you that special touch of the Soul, and that only by that touch can be recognizable.  But to get to this point you need to face and drop all the heaviness that doesn’t allow you to be in tune with the synchronicities with which the Universe gifts us to connect us with our own Soul. The purest form of love there is.  

Having someone walking by our side is so much fun. Someone with whom we can be our truest version. Someone to love, honor and hold in our heart. Sharing the purest love we can offer from our Soul.
Love yourself first in order that nothing can prevent you from connecting with your own Soul. Be open to then, let your Soul to show you what true love is like, bringing who will love you with all his heart.

This is the love story that is worth of being lived.

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

HAVE A LITLE FAITH


We always receive what we need. We only have to put us in a mode of openness and receptiveness, trusting that all is as it needs to be.

Laugh and tears are part of life. If not in this way, how would we evolve and mature?

We need to trust and be open to new realities. New possibilities and chances that will make life unfolds right before our eyes and senses, making us to feel and see what our heart longs to achieve in this life.

All answers will be given. All understanding will be achieved. Get out of your mind everytime it might be possible and place yourself inside your heart allowing that the love locked in it may come out, embracing you in the most involving and liberating love of all. The love that nurtures and liberates giving to you the freedom and joy that your soul wants you to have.



domingo, 1 de novembro de 2015

A MAGIA QUE PROVÊM DO CORAÇÃO


Apenas através do coração se poderá realizar algo tão maravilhoso quanto a magia natural. Pois o coração percebe e vê aquilo que a tua mente jamais poderá perceber ou ver por si só. Podemos chamar de sobrenatural aquilo que está para além deste mundo, e que só pode ser desvendado quando permitimos que o nosso intelecto se assemelhe ao de uma criança conseguindo deter assim a percepção adequada para tocar esse lado mágico, que eleva o nosso espirito a um estado de bênção e deslumbramento puros. Precisas deter a leveza e abertura de uma criança para partir à descoberta do desconhecido, permitindo-te a fascinar e a deslumbrar, pois só assim a magia nos poderá ser revelada através do coração, tocando-nos profundamente.

Que a palavra magia não nos assuste, levando a nossa imaginação para algo recôndito de natureza negativa, porque provindo do coração jamais se poderá assemelhar a algo obscuro e nefasto mas apenas poderá ser algo positivo. Existem muitas formas de magia, mas aquela que aqui menciono, e aquela que mais interesse deverá suscitar-nos, é a versão mais bela e pura, a magia natural que advém do interior do nosso coração, quando nos permitimos a criá-la a partir desse centro que nos liga à Alma e a Deus. Que possamos permitir-nos a criar essa magia a partir do interior do nosso Ser para o exterior com puro amor.

Tudo o que aqui criamos de forma invisível advém dessa capacidade de criar magia. A ligação do céu à terra não se trata de mera utopia mas é verdadeiramente um acto de magia de possível concretização. É um acto de permissão ao deixar-nos deslumbrar por esse sentir das energias que provêm dos mais altos patamares que sublimam a nossa existência na realidade física. Tudo tem o seu porquê. Tudo tem a sua razão de existir e nada, mesmo nada, surge sendo criado pelo acaso. Assim como tudo tem o seu tempo para surgir, para ser criado, para ganhar forma e expressar-se da forma mais natural. E a forma mais natural só pode advir da própria alma em si.

Mas é importante saber, há que sentir. Permitir-se a sentir cada passo, cada escolha. Tentar não cair no exagero. Na exasperação. Confiar. Crer que há algo mais para além do que é visível. Crer com verdadeira fé no invisível, porque ele está presente para nos apoiar, para nos dar a mão, para não nos deixar cair. Mas há que confiar. Há que crer que em nós existe algo que é magia pura e só assim ela se expressará de dentro para fora, concorrendo para o bem de todos.

Aquilo que se pode atingir ou tocar é algo que não tem fim. É como se não houvesse um fim para as experiencias que se podem abarcar. A nossa mente é que é tão limitada que nós acreditamos que não há nada além daquilo que é na verdade a nossa limitação. Mas em verdade não existe um fim, ou limite, esse fim é pura criação da nossa mente limitada.
Aquilo que podemos criar de forma ilimitada, quando temos a concorrência de nossa Alma guiando-nos os passos e o sentir, é simplesmente algo mágico. Através da Alma somos capazes de muito mais, mas teremos de elevar o nosso coração, trazendo-o para a frente deste campo de batalha que se apresenta como a nossa realidade física, mas que pode ir tão mais além desta…

Teremos de acreditar que através da alma somos capazes de muito mais. De experiências que transcenderão o banal. Mas para que elas possam ocorrer nós temos que nos abrir, temos que estar receptivos. Não podemos estar confinados a um estado de satisfação na limitação de tudo aquilo que para a nossa mente é possível. Porquê confinarmo-nos a esse estado, quando o mundo é muito mais amplo!? O mundo ligado ao invisível não tem alcance para uma mente limitada, porque ele é completamente extensível a um ponto que nós nem conseguimos sequer ter noção. Então há que desejar abarcar essa ilimitação de extensão sem medo, sem temor, sem qualquer receio. Colocar as dúvidas de lado e permitir-nos a somente dar o passo em frente e deixarmo-nos deslumbrar com a mente e o coração de uma criança que facilmente se abre, facilmente sorri, facilmente abraça aquilo que é novo, que é irreconhecível ao olhar mas soa familiar ao coração. Quando crianças simplesmente permitimo-nos a viver o momento e a interagir com o momento, permitindo-lhe a liberdade de fluir.

É isso que se requer num momento mágico. A capacidade de se deixar deslumbrar com a mente e o coração de uma criança. Não há nada a temer. Tudo o que existe, tudo o que poderá alguma vez existir é para nos levar mais longe, e para seguir connosco para a vida eterna. Para nos dar um alcance muito superior do que teremos se abarcarmos e tivermos em mente somente este mundo. Agindo dessa forma jamais alcançaremos e atingiremos esse alcance. Daí ser necessário a permissão de ir mais além. Confiar, sem nunca se permitir a deixar de sentir com o coração aquilo que se apresente, pois só assim saberão se a natureza de sua vibração energética se encontra ou não em sintonia. Se o que se apresentar encontrar-se em sintonia com o vosso coração, essa sintonia ressoará em vosso sentir e saberão ser correcto, ser real e não pura imaginação.

A magia pode ocorrer de uma forma poderosa ainda que invisivelmente a sua expressão e a sua influência ocorra de forma imperceptível, mas ela está lá e ela gera e provoca influência, passando alterações e transformação ao nosso ser e em tudo aquilo que nos rodeia, nesse sentido não devem subsistir dúvidas. Porque ela é real, mais real do que aquilo que alguma vez poderemos imaginar ou acreditar ser.

Aceder à realidade do que nós somos é um passo de pura magia. O reconhecimento. O sentir. O tocar. A capacidade de tocarmos essas e outras energias e as reconhecer-mos. Isso é pura magia que só pode advir de um coração aberto, que está em pleno, que está completamente a vibrar em sintonia com o seu Ser interno. É permitirmo-nos a ser completas crianças. A deter em nós o deslumbramento de uma criança. Viver em pleno, sentir em pleno, não nos abstermos de querer tocar aquele momento, aquilo que é sentido. Abraçar. Adentrar no desconhecido. Entrar nele, dando o passo sem medo, sem receio e a permitir que esse momento, aquilo que o momento nos trouxer, seja recebido com a receptividade de quem está completamente presente e vive no momento. Um momento mágico no qual podemos tocar níveis que estão para além deste mundo físico e material.

Apenas quando permitirmo-nos ligar à nossa alma conseguiremos alcançar esses níveis, pois é somente com a ligação da alma a este coração que temos aqui acoplado neste corpo físico, que esse alcance se tornará possível. É como se fosse um ponto de ligação onde a alma se liga directamente, e através desse ponto a alma pode passar capacidades, dons, energias, forças… fazer-nos aceder à nossa parte mais ampla que vive além do plano terreno e às energias a que poderemos ter acesso somente através dela. Elas não se escondem de nós só porque não as estamos a ver ou não as podemos sentir, elas estão presentes, nós é que temos que nos permitir a alcança-las. E para permitirmo-nos a alcançá-las teremos que ter a vontade de nos capacitar a elevar a nossa vibração energética. Sem esquecer que a capacidade de reter em nós o deslumbramento de uma criança será vital para animar a força de nosso Espirito. Essa fascinação que uma criança detém em si, num estado de amor e de receptividade pura. Simplesmente sem medo, sem qualquer receio do que vai encontrar. Há receptividade pura e plena e isso é pura magia que advém da alma.

Ir além do que é palpável, ir além do que é material, físico. Alcançar um estado a partir do qual se torna possível a percepção energética do que está além. É muito importante estarmos além do que é físico por muito que uma situação possa-nos arrastar mais para a densidade material, é necessário esforçarmo-nos para manter esse alcance, essa ligação de receptividade, pureza e amor. Sem deixarmo-nos de deslumbrar, permitirmo-nos a deslumbrar porque esse estado de deslumbramento permite-nos dar um salto. É como um salto quântico. Como mudar para um plano mais leve, superior. Não temos que nos preocupar para onde é que esse estado de deslumbramento nos irá levar, temos é que nos preocupar em possuí-lo. Sem nunca descurar estar alerta, porque é importante deter discernimento. Não agir como um tolo, mas usar um pouco a inteligência, porque existe o estado de deslumbramento puro em que nos ligamos a um nível superior, e existe o estado de ilusão no qual a densidade impera e a negatividade no alicia, tentando levar-nos a aderir a um nível inferior, e aí é preciso cuidado. Temos que nos permitir deixar ligar ao que é superior, elevado, positivo. E é através dessa pureza, desse amor que chegaremos lá. Sem segundas intenções, sem desejos egoícos, apenas pela pureza, pelo amor. Um pouco daquela pureza ingénua, mas não da falta de discernimento ou de inteligência. É saber reconhecer aquilo que estamos a tocar. Não há que ter receio, não há nada a recear, porque quando nós estamos de pleno coração no momento, nada do que é denso pode nos influenciar a sair desse estado de espirito, porque é um estado de espirito elevado onde a densidade não entra. Ela pode nos influenciar quando nos encontramos fora desse estado, mas apôs nós o atingirmos ela não tem como nos influenciar. Temos é que saber reconhecer se realmente nos encontramos nesse estado de pureza e de amor puro, ou se estamos a ser levados a pensar que nos encontramos num estado que na verdade não é real, sendo levados pela mente ao invés do coração. Há que sentir que aquilo que estamos a tocar é real através do sentir do coração que se manifesta. Por muito que não o possamos tocar fisicamente, podemos senti-lo através do que o coração nos transmite, e se for real, se for verdadeiro, nosso coração vibrará com tal satisfação que não deixará lugar a que dúvida alguma seja sentida. Quando for assim, não haverá nada a temer, apenas deveremos permanecer receptivos e deixarmo-nos deslumbrar. Agora se o coração não estiver a ser sentido se for uma coisa mais mental em que sentimos que algo nos está a forçar de alguma forma a acreditar em algo que não está a advir da parte que toca o coração, então aí é preciso cuidado. E daí a necessidade de se manter num estado de alerta e de discernimento constante.

Deus é pura luz. E a luz sempre é doada com amor. Não de uma forma coerciva. Nós recebemos a quantidade que nos permitirmos a receber. A luz que é puro amor jamais fere, jamais força a sua presença. Nós teremos de a desejar, dando-lhe a nossa permissão para permanecer. Luz é amor e amor é luz, não estão desassociados. E ambos se tornam na pura magia que provém do coração.

domingo, 19 de julho de 2015

CHOOSE FOR THE RIGHT REASONS / ESCOLHE PELAS RAZÕES CERTAS

I make the decision of being Love.
May come what it comes, I will be Love!

I make the decision of being Light.
May come what it comes, I will be Light!

I make the decision of being Peace.
May come what it comes, I will be Peace!

Each one of us is choosing what wants to be, to do and to feel at each moment. We have always this right, power and ability at our reach. May we want to grab it and make good use of it!

Whatever we may choose, it is, and will be only our own responsibility, and we will have and will end to deal with it. There is no escape from this.

Become more conscious, and you will have the needed awareness of what you have been choosing.

Judge less, giving to yourself a chance to really feel what’s in front of you, cause you are not really judging others but solely yourself. Because when you are not capable to look at yourself with the eyes of truth, others will show to you what you are denying to see coming from yourself. So, you can choose to keep the lies, or you can choose to start to see the truth and make the decision to become a better human being . No more a blind person that only sees what wants to see and surely will only see what pleases it.

When we are not able to look within us, our inner Being will keep in us the tendency for us to look around and find only those that are perfect to reflect in our way what we don’t want to see, nor accepting that what we see in them it is our own true and perfect reflection in the mirror. So we keep ourselves very busy judging others when in fact we are solely judging us, being the worse we can be while living in a human body in this physical earth.

To understand this words, we don’t need to be a scholar or an erudite, because this is not something we can intellectualize. This is simple understanding that can only be understood by those that has a simple mind and heart, and believe me that not even the greater scholar or the greater erudite for much intelligent or greatest IQ they may have can or will ever understand the simplicity of simply be simple of heart and mind. Because a simple mind and heart is always empty of judgment. Is always empty of greed. Is always empty of vanity. Instead of having a great ego, they have humbleness. And not even all the gold of this world together can ever shine more than one sole simple heart.

To have richness, may be a good thing, because it will give you the freedom you need to move in this world, but you cannot buy, for much that it could be the amount of richness that you may have, the happiness of a heart that is filled of simplicity.

For more that you may try, you cannot buy simplicity nor the joy that is at the reach of the touch of a simply heart.

Things are what they are, and you can not control it nor change it, unless you change yourself!

If you want love, you must become the love you need until you have no more the need that someone may come to bring you the love you want to have in your live. There is no one on this earth with the ability to give you the love that you are lacking.

If you wish to be light, you have to cross all the darkness you have been co-creating all this time, until you become able to dissipated it and finally see your own light shining within your own being. You don’t need to follow anyone. In fact you should question if someone with true light would need to gather followers… For what would they ever need followers, if supposedly they have fond their own light? Find your own light and bring it out to light the way!

And finally, if you want peace, you will need to find yourself. Find the true of who you are. Confront your true accepting who you are, and peace will follow.

If you know all this but just have not been able to succeed, don’t worry too much. Keep trying, persisting in this with true earning. Your heart will tell you and you will have no doubt that you have reach it when you get there.

Just make the decision for the right reasons to become Love. And you will be Love.

Make the decision for the right reasons to become Light. And you will be Light.

Make the decision for the right reasons to become peace. And you will be at Peace.

There is nothing intangible; there is only need to clarify your way of feeling.

There is nothing out of sight; there is only need to refine your way of vision.

There is nothing unreachable; there are only steps needed to be made.

You are and have within you all that you need, you just don’t know it or have not found it yet.

Stop trying to find it outside. All is within you and at your reach. Make the right moves and you’ll get there!

"Your vision will become clear only when you can look into your own heart. Who looks outside, dreams; who looks inside, awakes." Carl Gustav Jung

Versão Poruguesa:

Eu faço a escolha de ser Amor.
Venha o que vier, eu serei Amor!

Eu faço a escolha de ser Luz.
Venha o que vier, eu serei Luz!

Eu faço a escolha de ser Paz.
Venha o que vier, eu serei Paz!

Cada um de nós escolhe o que quer ser, fazer e sentir a cada momento. Nós sempre temos este direito, poder e abilidade ao nosso alcance. Possamos querer agarrá-lo fazendo dele bom uso!

Qualquer que seja a nossa escolha, é, e será sempre unicamente da nossa própria responsabilidade, e nós teremos e iremos acabar por lidar com ela. Não há como escapar disso.

Torna-te mais consciente, e obterás a necessária consciência daquilo que tens vindo a escolher.

Julga menos, dando a ti mesmo uma oportunidade para realmente sentir o que tens à tua frente, porque em verdade não estás a julgar os outros senão a ti mesmo. Quando não és capaz de olhar para ti com o olhar da verdade, outros te mostrarão o que negas ver vindo de ti mesmo. Então, poderás escolher manter a mentira, ou poderás escolher por começar a ver a verdade e tomar a decisão de tornares-te um ser humano melhor. Não mais uma pessoa cega que apenas vê o que quer ver e que por certo só verá o que lhe agrada.

Quando não nos capacitamos a olhar dentro de nós mesmos, o nosso Ser interno manterá em nós a tendencia para olhar em nosso redor e encontrar apenas aqueles que serão perfeitos para reflectir de volta para nós o que não queremos ver, não aceitando que aquilo que identificamos neles é o nosso mais verdadeiro e perfeito reflexo no espelho. Assim nós nos mantemos muito ocupados a julgar os outros quando na verdade unicamente nos julgamos a nós próprios, sendo o pior que podemos ser enquanto vivendo num corpo humano neste mundo físico.

Para compreender estas palavras, não precisamos de ser um estudioso ou um erudito, porque isto não é algo que possamos intelectualizar. Isto é simples compreensão que pode apenas ser compreendida por aqueles que tenham em si uma mente e coração simples. E acredita que nem mesmo o maior dos estudiosos ou o maior dos eruditos por mais inteligentes que possam ser ou maior que seja o seu grau de inteligência eles poderão nunca vir a entender a simplicidade de simplesmente ser simples de mente e coração. Porque uma mente e coração simples sempre estará vazia de julgamento. Sempre estará vazia de ganância. Sempre estará vazia de vaidade. Em vez de deter um ego enorme, ela deterá humildade. E nem mesmo todo o ouro deste mundo junto poderá alguma vez brilhar mais que um único coração simples.

Deter riquezas pode ser algo bom, porque elas te darão a liberdade que precisas para te moveres neste mundo, mas não poderás comprar, por maior que seja a riqueza que possuas, a felicidade de um coração que está preenchido de simplicidade.

Por mais que tentes, não poderás comprar a simplicidade nem a felicidade que está somente ao alcance do toque de um coração simples.

As coisas são como são, e tu não as poderás controlar ou mudar, a não ser que mudes tu mesmo!

Se quiseres amor, terás de te tornar no amor que precisas até que não tenhas mais necessidade que alguém possa trazer-te o amor que queres ter na tua vida. Ninguém neste mundo terá a capacidade de te dar o amor que tu próprio não tens em ti.

Se desejas ser luz, terás de atravessar toda a escuridão que tens vindo a co-criar todo este tempo, até que te tornes capaz de a dissipar para finalmente veres a tua própria luz iluminar a partir do teu próprio ser. Nao precisas de seguir quem quer que seja. Na verdade deverás questionar se alguém com verdadeira luz precisaria de juntar seguidores... Por que razão precisariam eles de seguidores, se supostamente encontraram a sua própria luz? Encontra a tua própria luz e ela iluminará o caminho!

E finalmente, se quiseres paz, precisarás de te encontrar a ti mesmo. Encontra a verdade de quem tu és. Confronta a tua verdade aceitando ser quem és, e a paz virá de seguida.

Se já sabes tudo isto mas não tens sido bem sucedido, não te preocupes demais. Continua a tentar, persistindo nisto com verdadeira vontade. O teu coração te dirá e tu não terás duvidas de que o alcançaste quando lá chegares.

Apenas toma a decisão pelas razões certas para te tornares Amor. E Amor serás.

Toma a decisão pelas razoes certas para te tornares Luz. E Luz serás.

Toma a decisão pelas razões certas para te tornares Paz. E em Paz te sentirás.

Não existe nada que seja inantigivel; apenas necessitarás de clarificar o modo como sentes.

Não existe nada fora do alcance da visão; apenas necessitarás de refinar a tua visão.

Não existe nada que seja inalcançavel; apenas existem passos que serão necessários fazer mover.

Tu és e tens dentro de ti tudo de que precisas, apenas ainda não o sabes ou encontras-te.

Pára de procurar fora. Tudo está dentro de ti e ao teu alcance. Dá os passos certos e lá chegarás!

“A tua visão se tornará clara apenas quando olhares para dentro do teu próprio coração. Quem olha para fora, sonha; quem olha para dentro, acorda.” Carl Gustav Jung

quarta-feira, 17 de junho de 2015

MEDITAÇÃO VS MEDITAÇÃO DO TERCEIRO OLHO / MEDITATION VS THIRD EYE MEDITATION

Quando aplicamos a meditação do terceiro olho podemos pensar estar a olhar para o interior uma vez que os nossos olhos estão naquele momento fechados para o mundo físico, mas ao usarmos este tipo de meditação, quer o percebamos ou não, continuamos a persistir no olhar para fora de nós. Pois muito embora, ao aplicar a meditação do terceiro olho não estejamos a olhar directamente para o mundo físico, igualmente ao olharmos para o mundo espiritual fazendo uso da meditação do terceiro olho, também não estaremos a olhar directo para o nosso ser interno.

O termo “meditação” sugere um olhar para dentro de ti, funcionando como um catalisador para o alcance da visão ao mais intimo pormenor desse ser que apelidas de ser interno. Qualquer que seja a realidade mais vivida, quer esta seja física ou espiritual, meditar na sua mais verdadeira acepção, implica estar receptivo a olhar para dentro do teu próprio ser, numa tentativa de ver e ouvir somente a tua essência.

O chakra do terceiro olho é o chakra que nos habilita a ver o mundo espiritual, mas para que essa visão possa ser considerada fidedigna, é necessário que todos os chakras superiores possam encontrar-se em perfeito estado de equilíbrio. Sendo o mundo espiritual um mundo muito real tal como o mundo físico, ele acaba por funcionar como uma espécie de reflexo. Como tal, é bom que tenhas o cuidado de “arrumar um pouco a casa” dando-lhe alguma “organização” de forma a que semelhante reflexo possa ser encontrado.

Muitos são os que possuem enorme sagacidade para ver o mundo espiritual, com uma sede e curiosidade em querer ver aquilo para o qual nem sequer tiveram o cuidado de preparar-se devidamente. Somente aqueles que fizerem um trabalho prévio aprendendo a olhar para dentro deles mesmos estão se preparando para poder olhar com olhos de ver para o mundo espiritual que os rodeia. Seria de muito bom tom possuir compreensão do quão importante é que primeiro evidenciemos esforços sinceros para buscarmos encontrar o nosso ser interno, porque somente depois, ele próprio nos mostrará o mundo espiritual que nos rodeia e do qual realmente provimos.

Se no mundo físico gostamos de estar e visitar locais onde nos sentimos bem e tudo fazemos para evitar os locais de que não gostamos, porque havemos de querer testar a nossa sorte ou destino deixando ao critério do acaso aquilo que poderemos vir a encontrar, quando não fazemos a mínima ideia do que pode vir a apresentar-se? Não devemos ter medo, é certo. Mas devemos fazer uso de alguma dose de bom senso e discernimento, fazendo por nos certificar de que minimamente sabemos onde nos estamos a meter.

A inabilidade para ver o mundo espiritual acreditemos ou não, é uma protecção que nos ajuda a manter o nosso equilíbrio mental e psicológico, porque a linha que separa o estado de sanidade do estado de insanidade é muito frágil e estes podem com facilidade confundir-se entre si.

Se esta faculdade fosse acedida facilmente sem qualquer preparação prévia haveria muito pessoal a enlouquecer a um ritmo tremendo. Não se pode adentrar algo para o qual não estamos minimamente preparados. A curiosidade não trabalha a nosso favor neste campo, é preciso muito mais para entrar nesse mundo desconhecido sem correr o risco de podermos desequilibrar-nos. Para entrar nesse mundo desconhecido è preciso estar preparado detendo a compreensão de que quando falamos do mundo espiritual este engloba uma multiplicidade de universos completos, que embora sendo distintamente diferentes uns dos outros, comunicam e intercedem entre si simultaneamente. Como tal, devemos querer somente entrar nele de coração presente, deixando que seja o coração a comandar a nossa vontade, nunca a mente. Esta pelo contrário deverá evadir-se o mais possível, mantendo-se num estado de simples observador para não ficar suscetível a trazer-nos confusão mental, e possamos então, realmente ver e sentir o mundo espiritual que nos rodeia.

Nessa multiplicidade existente no universo espiritual somente o coração pode apresentar-se como algo válido, caso contrário não haverá sequer permissão para olharmos os muitos “segredos” e “maravilhas” que ele guarda na sua invisibilidade protectora.

Mas cada um de nós sendo um universo em si mesmo, terá de procurar e confiar na sua própria luz, prestar-se a ouvir a sua voz interior que o orientará no caminho necessário a percorrer até que o vislumbre da sua essência mais pura possa ser vivido em pleno.

Tal como em qualquer demanda ou peregrinação, que o caminho se faça em segurança, pleno de entrega, confiança, amor e alegria!

English version:

When we apply the third eye meditation, as our eyes are closed to the physical world when doing it, we may think to be looking at the inside, but while doing this kind of meditation, whether we realize it or not, we still persist to look out of us. For although, by applying the third eye meditation we are not looking directly into the physical world, as well as when looking into the spiritual world by making use of the third eye meditation, we will not be looking directly to our inner being.

The term "meditation" suggests a look inside of you, acting as a catalyst for achieving the vision at the most intimate detail of this being that you named of inner being. Whatever be the most vivid reality, whether it be physical or spiritual, meditate in its truest sense, implies being receptive to look within your own being, in an attempt to see and hear only your essence.

The third eye chakra is the chakra that enables us to see the spiritual world, but for that view could be considered reliable, it is necessary that all the upper chakras can be found in perfect state of balance. Being the spiritual world a very real world as the physical world, it turns out to function as a kind of reflex. As such, it's nice that you have the careful to "pack up your home" giving it some "organization" so that similar reflection can be found.

Many are those with enormous sagacity to see the spiritual world, with a thirst and curiosity in wanting to see that for which they not even took care to prepare properly. Only those who do previous work learning to look within themselves are prepared to be able to look with eyes that can real see the spiritual world that surrounds them. It would be of very good sense having understanding of how important it is to first evidence sincere efforts to seek to find our inner being, because only then, he himself will show us the spiritual world surrounding us and from which We have come.

If in the physical world we like to be and visit places where we feel good and if we do everything to avoid those places we may not like, why then should we want to test our luck or fate leaving to chance the discretion of what we may find when we not even can make a clue of what may appear? We should not be afraid, it is certain. But we must make use of some amount of common sense and good discernment, making at the least to be sure that we know where we're getting into.

The inability to see the spiritual world believe it or not, is a protection that helps us to maintain our mental and psychological in balance, because the line between a healthy state of sanity from the state of insanity is very fragile and they can easily be confused between each other.

If that ability was easily accessible without any prior preparation there would be many people that would go crazy at a tremendous rate. We cannot access something for which we are not at all prepared. Curiosity does not work in our favor in this field, much more is needed to enter this unknown world without running the risk that we may get out of balance. To enter into this unknown world will be need to be convenient prepared, understanding that when we speak of the spiritual world it encompasses a multitude of complete universes, which while being distinctly different from each other, communicate and intercede with each other simultaneously. As such, we should only want to go into it with our heart full present, leave it to the heart to command our will, never leave it to our mind. The interference of our mind should be out as much as possible, while remaining in a state of simple observer to not be susceptible to bring in confusion, and then, may we really be able to see and feel the spiritual world around us.

In that existing multiplicity on the spiritual universe only the heart can present itself as something valid, otherwise there will not be even permission to look at the many "secrets" and "wonders" that the spiritual keeps in its protective invisibility.

But each of us being a universe in itself, will have to seek and rely on its own light, be open to listen to our inner voice that will guide us on the path necessary to fulfill until the glimpse of its purest essence can be lived in full.

As with any quest or pilgrimage, may the path be made in security, full of delivery, trust, love and joy!